Combate Classista

Teoria Marxista, Política e História contemporânea.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Movimento operário e comissões de fábrica durante a década de 1970 em São Paulo

O texto é fruto das reflexões desenvolvidas na minha tese de doutorado: Movimento operário e sindicalismo em Osasco, São Paulo e ABC paulista - rupturas e continuidades (1968-1980). Abordo a organização do movimento operário em São Paulo durante a década de 1970. Mesmo sob intensa repressão militar, gestou-se no interior das fábricas uma camada de dirigentes sindicais e operários que se organizavam em comissões clandestinas, deste processo surgiu a Oposição Sindical Metalúrgica de São Paulo, que constituiu uma Frente de Trabalhadores onde atuavam variadas tendências políticas. Nesse setor agrupava-se os operários mais combativos da categoria, outro importante produto deste processo foi a Interfábricas, reunião de operários de diversas fábricas para deliberar por uma política de ação conjunta na categoria, também foi a Oposição Sindical Metalúrgica que impulsionou a primeira greve geral da categoria metalúrgica pós ditadura militar, em novembro de 1978. Confira o artigo:
http://www.esquerdadiario.com.br/Lutas-operarias-e-comissoes-de-fabrica-durante-a-decada-de-1970-em-Sao-Paulo

0 comentários:

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Lady Gaga, Salman Khan